sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Primeiras tardes do Verão

É assim: qualquer cantinho de água limpa é um convite pro corpo. Como olhar não tira pedaço de ninguém, parte do tempo nadamos e outra parte, contemplamos a vida que brinca.



Aqui, um momento no Recanto Tio Leopoldo, na localidade de Frias, no Sahy (São Francisco do Sul). Abaixo, Euson, no Parque Caminho das Águas.

Euson numa das piscinas do Parque Caminho das Águas. Foto Borges de Garuva, 2007.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Cidade sitiada

Dos passeios de ontem restou uma espécie de sensação do day-after: não por nada, não - bebida, ginástica, esticada, não. Mas, dê uma olhadinha (e uma escutadinha) neste video que você vai entender a minha ressaca.

video

Agora, multiplique isto por todos os rios que banham a região oeste da cidade e por todos os recantos do litoral, a leste, e também nos parques do norte e do sul e no Monte Crista... e você terá uma idéia da dimensão do cerco que vivemos.

Paz? Talvez... no inverno.

sábado, 22 de dezembro de 2007

As tentações (1)

Joinville. Região agrícola do Piraí. Ao fundo, o Pico Jurapê, referência da cidade. Foto de Borges de Garuva, 2007.Só pra lhes dizer por que sou um escritor preguiçoso, seguem aqui, a partir de hoje, algumas pequenas amostras das tentações que tenho de vencer pra poder concentrar-me na dura tarefa de burilar os muitos textos que tenho relegado às gavetas.
A de hoje refere-se à tarde maravilhosa que passamos, Euson e eu, no Piraí. A começar pelo almoço simples e gostoso no Bar e Lanchonete Piçarras, cujo proprietário - o Nelson - serve sempre uns inventos interessantes à base de frutos do mar. Hoje, porém, comemos churrascos. Robson Benta, ator e diretor de teatro. Foto Borges de Garuva, 2007. Uma das piscinas do Parque Caminho das Águas. Ao fundo, a Serra do Mar. Foto Borges de Garuva, 2007.
Depois, o encontro com Robson Benta, o ator de Emparedado e velho companheiro de teatro aqui em Joinville.
Finalmente, as horas quase jubilosas passadas no Parque Caminho das Águas, cujas três piscinas são feitas de areia e mantêem-se com as águas cristalinas e frescas de um dos muitos rios do Piraí. Como são esvaziadas na segunda-feira e reenchidas apenas na sexta, a areia do fundo permanece sempre limpa. A gente guarda os carros sob as árvores - há sombra em profusão. Há churrasqueiras, mesas, toldos. As piscinas servem pra gente grande e pequena, no porte e no domínio do nado. A mais funda delas tem 2,25m e a mais rasa, 1,80 nas partes mais profundas. Há uma pequena lanchonete e também sanitários e chuveiros. O atendimento tem sido sempre bem cordial. Voltarei lá, talvez com algum escrito inacabado debaixo do braço. ;)

Nacos de paraíso.

Fui anteontem a Barrrancos, em Garuva, para o lançamento do livro de Gleison Vieira, Porto Barrancos berço de Garuva.
Tendo saído já atrasado de Joinville, acabei chegando depois do evento. Mas, tive oportunidade de saudar o prefeito João Romão, além do autor, Dona Lucila e outras pessoas - e de apreciar o peixe frito e a sopa de peixe que a comunidade havia preparado para o aniversário de 200 anos do lugar.
Fiquei admirado com o respeito dos presentes (gente de Garuva, Itapoá, Joinville) para com o trabalho do jovem historiador. Bom começo de carreira para Gleison Vieira, que é professor na escola Carmen Seara Leite, onde comecei meus estudos em 1960.
Fazia tempo que eu não passeava pela região. Atravessei o estreito do Gibraltar (na Vigorelli) com a balsa do meio-dia. Claro, tive de dar uma paradinha no recanto que existe logo depois que tomamos a estrada de Barrancos (em Tornos dos Pintos), onde, na semana passada, fiz umas fotos bem convidativas.
No ir e voltar desse cantinho de mundo, coletei outras imagens, algumas delas da grande pedra do Cantagalo, que já fotografei de numerosas posições por toda a região. Um dia espero ter a paciência e a determinação do Gleison para coletar os causos que a gente do lugar conta acerca desse morro, o ponto mais alto da Serra de Barrancos, uma extensão da Serra do Mar que se estende de Garuva até o distrito do Saí, na Vila da Glória.